quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Um PAI – meu PAI

Amada e desejada desde o espermatozoide,
Isso foi fantástico!
Pois, meu embrião foi cravejadinho de muito amor paternal.

Sei que o fiz feliz na retribuição de muito amor,
De pai para filha uma herança benigna,
Que adornou vidas consolidou amores.

Ele viveu alegrias, sofrimentos e dores,
Mas todos celebrados, curados e cicatrizados,
Pelo dom divino do existir.

Tive um PAI que, em outro não encontro igual,
Simples, verdadeiro, companheiro sempre,
Um olhar azul céu transpôs comigo as nuvens do crescimento.

Deu-me força, exemplo e dignidade de vida para ser quem sou hoje,
Uma filha feliz que agradece ao PAI o PAI concedido,
Relações que transcenderam muros celestiais.

E, agora, José...
A festa acabou...
E, você nos deixou...
“Drumondiando” na vida...


Célia Rangel


14 comentários:

  1. Tão boa a certeza de que fomos feitas com amor...pena eles nos deixaram! LINDO! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Lindo "Drumondiar", pois é amiga, que alegria poder agradecer ao Pai, pelo Pai que te foi concedido e eu digo o mesmo, meu pai "se foi", mas está sempre comigo, no amor, na alegria de poder lhe ser eternamente agradecida pelo que sou!
    Amei seu belo poema dedicado ao dia dos pais!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  3. Olá, querida Célia!
    Nosso pai vejo que foi nosso mundo, nossa base... Muito bom ter um pai amigo!
    Seja feliz e abençoada!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  4. Também senti todo seu amor pelo pai que você teve. Que bom, Célia, também tive o melhor pai que poderia ter, sempre me orgulhei dele e o que sou em grande parte devo a ele, com suas ideias, com seus exemplo, com seu amor. Achei seu poema lindo, bem coisa de filha bem resolvida a um pai amoroso. Parabéns, Célia, parabéns pelo seu molde que vejo de onde veio... Lindo amor.

    ResponderExcluir
  5. Pois... Também tive um Pai assim. Partiu foi cedo de mais...

    Beijinhos solidários.

    ResponderExcluir
  6. Que homenagem linda para seu pai. Que felicidade ter tido um pai assim! Parabéns para o pai Flavinho! Beijos

    ResponderExcluir
  7. Uma bela homenagem poética, toda ela cravejadinha de amor...
    Gostei muito, parabéns.
    Bom fim de semana, amiga Célia.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Fantástico deambular pela Poesia para Homenagem ao Pai; é assim que fazem os filhos reconhecidos.
    Bem hajas, Amiga.


    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  9. Encantadora homenagem ao pai que dá vida, dá amor, mostra caminhos que conduz a uma vida respeitosa e abundante. Meu pai foi meu tudo e sua lembrança é sempre viva em meu coração. Abraços cheios de ternura!

    ResponderExcluir
  10. Linda homenagem amiga!!!!

    Obrigada pelo carinho.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  11. Um poema maravilhoso a venerar uma efeméride muito especial.
    Abraço, Célia.
    ~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  12. Olá,Célia,bom dia; verdade,bela homenagem; temos que agradecer sempre ao Pai, o Pai concedido; a caminhada com meu Pai era suave, exemplo de força, exemplo , dignidade , de 'ser', mas " no meio do caminho tinha uma pedra;' porquê ninguém tirou a pedra do caminho?':não sei bem, mas aprendi que não perder as esperanças na dificuldade é a força para continuar!
    Maravilhoso domingo do Dias dos Pais,feliz semana,belos dias,abraços!

    ResponderExcluir
  13. Bom dia amiga!
    Minha visita hoje é para divulgar o blog da Biblioteca da escola que trabalho EREM DR Mota Silveira. Biblioteca Madre Ódila Maroja, este cantinho especial nasceu recentemente. É um blog voltado para pesquisas nas mais diferentes áreas de conhecimento, já tem postagens de , Matemática, Química, Biologia, Língua portuguesa, Filosofia, Sociologia, Direitos Humanos e outras áreas de conhecimento. Também faço parte na organização e pesquisas das postagens. O link é este, http://bibliotecamadre.blogspot.com.br/ caso deseje conhecer e seguir, será um grande prazer, pois como seguidora e comentarista dos meus blogs, você só engrandece as postagens. Obrigada, tenha um Domingo de muita paz e um início de semana abençoado.
    Desculpe não comentar a sua maravilhosa postagem, logo retornarei. Abraços Lourdes Duarte.

    ResponderExcluir
  14. Célia menina como é bom termos tido pais que eternizaram suas presenças em nossas almas, um dia com certeza ganharemos um abraço muito gostoso, linda homenagem, beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.